Propaganda

Últimas Notícias

Mesmo com novos leitos, ocupação das UTIs públicas em Pernambuco volta a se aproximar de 80%

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

No último dia 3 de novembro, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva (UTI) da rede de Saúde Pública de Pernambuco chegou a 79%. Na ocasião, haviam 786 vagas para pacientes com quadros suspeitos ou confirmados da Covid-19 e, por conta desse índice, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) promoveu a abertura de novos leitos de alta complexidade para receber essa demanda.


A capacidade aumentou para 835 vagas, mas, neste sábado (21), a ocupação voltou à marca de 79%. Ou seja, cerca de 660 leitos estão ocupados no momento. Isso acontece poucos dias após o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmar ter havido uma diminuição de pacientes com quadros de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em Pernambuco. A taxa de ocupação a partir de 80% é considerada pelas autoridades em Saúde como sinal de alerta para o risco de lotação. 


Fora isso, apesar de ainda não ser possível cravar dados gerais sobre a Covid-19, a literatura acerca da doença aponta que, em geral, 80% das pessoas expostas ao vírus apresentarão sintomas leves, enquanto 15% terão quadros moderados a graves e 5% precisarão de terapia intensiva. Um aumento sensível e comprovado do menor grupo, portanto, indica uma expansão do contágio de forma geral. 


Neste sábado, foram confirmadas 21 novas mortes, todas ocorridas entre os dias 10 e 20 de novembro. Juntando com as mortes confirmadas anteriormente no mesmo período, o total é de 90 mortes nos últimos 10 dias. Esse número ainda pode crescer, visto que essas notificações acontecem de forma retroativa. 


Os óbitos recém notificados são de pacientes residentes nos municípios de Abreu e Lima (1), Araripina (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Caruaru (4), Gravatá (1), Ipojuca (1), Ipubi (1), João Alfredo (1), Paulista (1), Recife (7), Santa Filomena (1) e Santa Terezinha (1). 


As 21 vítimas (13 do sexo masculino e oito do sexo feminino) tinham idades entre 51 e 90 anos - 50 a 59 (2), 60 a 69 (5), 70 a 79 (5) e 80 ou mais (9). Do total, 15 apresentavam doenças pré-existentes: doença cardiovascular (9), diabetes (5), obesidade (1), hipertensão (3), doença neurológica (1), doença respiratória (1), doença renal (3) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os outros casos estão em investigação.


Neste sábado, foram notificados ainda mais 946 resultados positivos para a Covid-19 no Estado, que possui 10.523 casos ativos no momento (com notificação oficial). Pernambuco tem, até agora, 175.258 casos oficialmente diagnosticados e registrados da doença, sendo 27.738 graves e 147.520 leves. O boletim informou ainda que, deste total, 155.815 pacientes estão recuperados, enquanto 8.920 famílias perderam a batalha contra a Covid-19. 


Fonte: Folha de Pernambuco

Nenhum comentário