Propaganda

Últimas Notícias

Paulo Câmara inaugura laboratório de esgoto e anuncia reforço do abastecimento de água para Caruaru e Região

Fotos: Pedro Menezes/SEI


O governador Paulo Câmara inaugurou, na manhã desta terça-feira (10), o novo laboratório de esgoto de Caruaru, no Agreste, e as novas áreas de manutenção e armazenamento de insumos da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Rendeiras, no mesmo município. A obra é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra) e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e foi viabilizada com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O investimento é de R$ 3 milhões e beneficiará cerca de 350 mil habitantes. Durante visita a Caruaru, o governador também anunciou um reforço no abastecimento de água na região.

“Estamos inaugurando esse laboratório regional de esgoto e vamos ter um polo em Caruaru, como nós já temos no Recife e em Petrolina, para análise de todo o esgoto da região. Isso vai garantir os estudos necessários, procedimentos mais rápidos e não vamos mais precisar mandar material para o Recife. Isso vai ajudar muito na melhoria do esgotamento sanitário e na qualidade do material que é recolhido aqui”, ressaltou Paulo Câmara.


O laboratório regional de esgoto será responsável pelas atividades de análises físico-químicas e bacteriológicas relacionadas à operação das estações de tratamento de esgotos da Gerência de Negócios Regional Agreste Central, além de outras gerências da companhia circunvizinhas. O núcleo de manutenção foi projetado para atender às demandas da Compesa nas atividades de manutenção e operação dos sistemas de esgotamento sanitário já implantados no município, com capacidade para atender, no futuro, os sistemas que serão implantados na cidade. Por fim, o almoxarifado regional foi construído para controle e acondicionamento de peças e tubulações utilizadas nas operações regionais de manutenção dos sistemas de saneamento urbano.

“As novas instalações serão muito importantes dentro do funcionamento da ETE Rendeiras, uma estação muito bem estruturada no Agreste e que possui um sistema de reuso implantado que fornece recurso para irrigação de áreas verdes e limpeza em geral. É mais uma conquista da população, que ganha com agilidade e confiabilidade dos serviços prestados e, sem dúvida, do meio ambiente, pois este é mais um projeto importante que se constitui como etapa do Programa de Saneamento Ambiental do Rio Ipojuca para despoluição das águas e melhoria das condições ambientais”, destacou a presidente da Compesa, Manuela Marinho.

Fonte: Diário de Pernambuco 

Nenhum comentário