Propaganda

Últimas Notícias

Policial Militar reage a assalto e é assassinado com tiro na cabeça, em Porto de Galinhas


O policial militar de Alagoas, Johnson Bulhões da Rosa Silva, de 27 anos, foi vítima de latrocínio (assalto seguido de morte), na noite dessa sexta-feira (20), na praia de Porto de Galinhas, no litoral pernambucano. De acordo com informações do Jornal do Commercio, a vítima estava com a esposa, grávida de três meses, quando foi abordada por uma dupla em uma moto. Ele teria reagido e foi baleado na cabeça.

Com o objetivo de auxiliar na prisão dos suspeitos, a PM alagoana disponibilizou parte do efetivo a Pernambuco. "Policiais do 18º Batalhão da PM de Pernambuco e de outras unidades operacionais iniciaram as buscas pelos criminosos. Levantamentos já foram feitos e um contingente do efetivo alagoano está no Estado vizinho com este objetivo", informou.

A Polícia Militar de Alagoas disponibilizou parte do efetivo a Pernambuco para ajudar na identificação e prisão dos dois homens suspeitos de latrocínio (assalto seguido de morte) do soldado alagoano na praia de Porto de Galinhas, na noite dessa sexta-feira (20) . Johnson Bulhões da Rosa Silva, de 27 anos, estava com uma esposa, grávida de três meses, quando foi abordado por uma dupla em uma moto. Ele teria reagido e foi baleado na cabeça.

Socorro

A Polícia Militar de Pernambuco informou, em nota, que a vítima chegou a ser socorrida por uma equipe da Ciatur e foi encaminhada para a UPA de Ipojuca. Posteriormente, a vítima foi levada para o Hospital da Restauração, no Recife, onde faleceu. A assessoria do RH confirmou que o óbito foi por volta das 2h50 deste sábado (21).

Johnson Bulhões da Rosa Silva era soldado do Batalhão de Polícia Rodoviária de Alagoas desde 2018. De acordo com, as investigações, o PM estava passando uns dias de folga em Porto de Galinhas com familiares. No assalto, o policial teria reagido e foi atingido com o tiro. O revólver dele foi levado pelos criminosos.

Fonte: NE10 Interior 

Nenhum comentário