Propaganda

Últimas Notícias

Defesa Civil faz nova avaliação no edifício que desabou parcialmente no Janga

Foto: Divulgação / Defesa Civil do Paulista

A equipe da Defesa Civil do Paulista se reuniu com moradores e fez nova avaliação, nesta segunda-feira (14), das condições estruturais do edifício Francisca Capozolly, que desabou parcialmente, no último sábado (12), no Janga. O incidente não deixou nenhuma vítima, já que o prédio havia sido interditado, preventivamente, pela equipe do órgão.


“Após ouvirem um estalo na construção, os moradores decidiram nos acionar para uma vistoria. Foi aí que constatamos a necessidade da interdição do imóvel. Horas depois de termos isolado a área, parte da estrutura do condomínio desabou, sem deixar nenhuma vítima”, explicou o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar, que não descartou a possibilidade do prédio ter sido constrído em terreno impróprio ou com materiais de baixa qualidade.


Além do Francisca Capozolly, a equipe da Defesa Civil também interditou o edifício vizinho, o Marcus Fernando, para proteger os moradores de possíveis acidentes. Essas pessoas só vão poder voltar a morar no condomínio após a demolição completa do Francisca Capozolly. De acordo com a Prefeitura do Paulista, ainda está sendo estudada a melhor forma de contratar uma empresa para realizar o serviço.


Desabamento

O edifício desabou na tarde do último sábado (12), sem deixar feridos. A Defesa Civil de Paulista havia interditado o prédio no dia anterior, por verificar a existência de rachaduras no prédio, que é do tipo caixão, com dois apartamentos no térreo e dois no primeiro andar e foi construído há cerca de 20 anos. O apartamento da frente da unidade caiu em cima da unidade que fica no térreo.d


Fonte: Folha de Pernambuco

Nenhum comentário