Últimas

6/recent/ticker-posts

Empresário é preso suspeito de vender carne de cavalo em açougue

Foto (Acervo/TV Jornal)

Um empresário foi preso suspeito de vender carnes de cavalo e javali como se fossem bovinas e suínas, respectivamente. O caso ocorreu em Tubarão, Santa Catarina. A polícia informou sobre a prisão nesta terça-feira (16) e cumpriu um mandado de interdição do açougue onde o homem trabalhava.

As investigações tiveram início há 6 meses após duas pessoas serem presas matando cavalos em um abatedouro clandestino, os homens confessaram que encaminhavam as carnes para o estabelecimento do empresário. As carnes eram usadas para abastecer o açougue do suspeito. O estabelecimento foi interditado.

De acordo com a Delegacia de Delitos de Trânsito e Divisão de Crimes Ambientais (DTCA), amostras dos produtos vendidos no estabelecimento foram encaminhadas ao Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília. As análises constataram a existência de carnes de cavalo e de javali. O exame pericial apontou carne de cavalo era comercializada como bovina moída e a de javali nas linguiças vendidas como suínas.

Prisão

O delegado responsável pelo caso determinou a prisão preventiva do proprietário da casa de carnes, a interdição do estabelecimento comercial e a busca e apreensão domiciliar. O empresário e um sócio responderão por receptação qualificada e crimes contra as relações de consumo, podendo ser condenados a uma pena de 7 a 18 anos de prisão. 

A Polícia Civil já havia constatado uma série de irregularidades no estabelecimento, como armazenamento de carnes estragadas com outras que seriam comercializadas, peças inteiras e moídas sem identificação de procedência, além de  higiene precária no local.

Em depoimento à Polícia Civil, o empresário negou que vendia carnes adulteradas. Ele argumentou que era alvo de perseguição de estabelecimentos concorrentes na cidade.

Fonte: NE10 Interior

Postar um comentário

0 Comentários