Propaganda

Últimas Notícias

Idosa de 63 anos, é picada por cobra, na frente de casa, em Itanhaém

Foto: Reprodução / Pixabay

Uma idosa foi picada por uma cobra na frente de casa, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Segundo o marido da vítima, ela sofreu dois acidentes vasculares cerebrais (AVCs) por conta do veneno, e está internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Maria de Fátima Barbosa Greca, de 63 anos, estava chegando em casa quando foi abrir o portão e pisou, acidentalmente, no filhote de serpente da espécie jararacuçu (Bothrops jararacussu). Ela foi picada no calcanhar.

Em entrevista ao G1, o marido da vítima contou que ouviu a esposa pedindo socorro e chamando pelo filho. Quando foi até ela viu que tinha sido picada pela cobra, e que já tinha sofrido o primeiro AVC.

De acordo com Cesar Deivid Greca, a esposa foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde deu entrada por volta das 17h de quinta-feira (18). Foi aplicado soro antibotrópico, para neutralizar o veneno. No início da noite, a idosa começou a sentir o braço e a perna formigando. Era um novo AVC.

Na sexta-feira (19), a médica responsável verificou que a respiração da paciente estava fraca, e decidiu entubá-la. No fim da tarde de sexta surgiu uma vaga no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande. O médico da unidade a avaliou e decidiu realizar uma cirurgia, por conta de um coágulo na cabeça. Desde então, ela está internada na UTI.

Jararacuçu

A jararacuçu pode medir até 2 metros de comprimento, as fêmeas têm o hábito de ficar ao sol durante o dia, e é comum a espécie ser encontrada na região, por conta da Mata Atlântica.

O veneno da serpente é bastante potente, podendo causar necrose, choque, hemorragia externa grave, insuficiência renal, insuficiência respiratória, e em alguns casos, até um edema cerebral.

Fonte: NE10 Interior

Nenhum comentário