Últimas

6/recent/ticker-posts

Jovem viraliza brincando com cobra que pode matar 20 pessoas numa única picada

Imagem: Reprodução/@devil_girl_shweta3110

Uma garota na Índia, chamada Shweta, viralizou no Instagram aí brincar com uma cobra-rei, uma espécie de cobra mais venenosa do mundo. De nome científico Ophiophagus hannah, esse réptil contém uma neurotoxina que seria capaz de matar 20 pessoas ou até um elefante com a quantidade de veneno presente em uma única picada.


Em um de seus vídeos, que alcançou 1,5 milhões de visualizações, Shweta aparece bem calma segurando um animal com uma vareta para seus 3,9 mil seguidores. A cobra-rei movimenta-se e ameaça picar. Entretanto, a jovem se mantém a certa distância da criatura.


Segundo site National Geographic, o coquetel venenoso da cobra afeta centros respiratórios do cérebro, podendo causar parada respiratória insuficiência cardíaca. Uma mordida também pode resultar em pressão baixa (hipotensão) e inchaço do membro mordido. O tratamento principal é a aplicação de soro antiofídico. 


Em situações mais graves, uma pessoa pode necessitar de ventilação mecânica por cerca de 64 horas, segundo caso o médico relatado em um estudo publicado no QJM: An international Journal of Medicine.


Com perigo iminente, vários seguidores se espantaram com a coragem da garota e comentaram a publicação com emojis de reações impressionada.


"Nós amamos você", escreveu uma pessoa. "Muito bom, Shweta", escreveu outra.


Na descrição de seu perfil, Shweta se auto intitula uma amante de cobras. É possível ver que ela já tem costume de fazer truques com répteis, pois aparece em outras publicações segurando outras serpentes.


Curiosamente, as cobras rei são conhecidas como a espécie preferida dos encantadores de cobras, já que esses animais são surdos e se guiam pelas vibrações do solo. O truque de "encantá-los se baseia em condicionar os seres a dor para não atacarem e ficarem na defensiva.


Da redação do Blog Brejo Notícias 

Com informações do Portal BOL Notícias.

Postar um comentário

0 Comentários