Últimas

6/recent/ticker-posts

Jovem é morto a tiros enquanto esperava vez para cortar o cabelo em barbearia

(Reprodução/Instagram)

Na última terça-feira (22), um jovem de 22 anos foi morto a tiros em uma barbearia, em Embu das Artes, na São Paulo. Os familiares da vítima disseram que o crime foi motivado por homofobia. A vítima era operador de marketing e sua morte mobilizou as redes sociais que pedem "justiça" pelo garoto que morreu no mês do Orgulho LGBTQIA+. 


De acordo com o boletim de ocorrência, o jovem estava na barbearia, no bairro Pirajussara, quando um homem encapuzado e armado invade o local. Ainda de acordo com o registro policial, a vítima estava de costas e sentado na cadeira da barbearia, o suspeito se aproximou dele e atirou pelo menos três vezes na cabeça do jovem e fugiu sem levar nada da vítima ou do salão.


O relato do caso foi feito pelo barbeiro que é dono do espaço. Segundo o G1 a mãe, o irmão e o namorado do jovem, suspeitam que o crime pode ter sido motivado por homofobia. Os familiares disseram que ele tinha ido a Embu para cuidar do cabelo e fazer luzes nessa barbearia que foi indicada por conhecidos.


Motivação 

Segundo os parentes, o barbeiro contou a polícia que o assassino entrou na barbearia e falou para vítima: “E aí, agora?”. Em seguida atirou e fugiu sem roubar nada. O irmão do jovem acredita que tenha sido algum cliente que não gostou da presença dele ali por ele ser gay. 


Ao G1, a mãe da vítima disse que ele era "um menino muito iluminado e amado. Acredito que possa ter sido homofobia", disse a mãe do jovem. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que o caso foi registrado como homicídio pela Delegacia de Embu das Artes.


*Com informações do G1

Fonte: NE10 Interior

Postar um comentário

0 Comentários