Últimas

6/recent/ticker-posts

Mulher manda mensagem para marido antes de matar filha de dois anos asfixiada, em Caruaru

(Reprodução/TV Jornal Interior)

Na tarde da sexta-feira (18), uma mulher, de 32 anos, foi presa suspeita de matar a filha de dois anos asfixiada e tentar matar a outra filha de seis anos, no Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com o pai das vítimas, antes da mulher matar a filha, ele recebeu uma mensagem da esposa dizendo eles seriam "uma só carne". 


À TV Jornal Interior, o pai contou que estava trabalhando na tarde da sexta (18), quando recebeu uma mensagem da esposa dizendo que era Jesus, e pediu para que às 15h, ele se ajoelhasse e orasse. "Eu não fiz o que ela pediu, eu orei, mas não me ajoelhei". 


Em seguida, o homem recebeu mais mensagens da esposa. "Ela me mandou outra mensagem dizendo que eu, ela e a menina mais velha, seríamos uma carne só, e estava excluindo a menina mais nova, ai eu senti que ela ia matar minha filha e fui pra casa", disse ele.


Ainda de acordo com o homem, ele foi pra casa e conseguiu entrar pela porta dos fundos. Ao chegar no local, encontrou a esposa no porão da residência, sentada no sofá com as duas filhas sentadas no colo. "A mais nova estava no colo dela, eu peguei a menina e coloquei no chão. Foi quando eu vi que ela estava tentando matar a outra menina. Eu comecei a 'lutar' com ela para socorrer a menina", contou. 


Prisão da suspeita 

O homem conseguiu salvar a filha mais velha e ligou para a polícia. A mulher foi autuada e levada para a delegacia de plantão de Caruaru, para o caso ser investigado. Por meio de nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que a mulher foi presa em flagrante por matar filha asfixiada e tentar matar a outra, e passará por audiência de custódia. 


"A Polícia Civil informa que prendeu em flagrante a uma mulher de 32 anos pelo homicídio de uma criança de 2 anos de idade, e pela tentativa de homicídio de outra criança de 6 anos. O fato aconteceu na tarde de ontem (8), no município de Caruaru. As vítimas são filhas da autora. Foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso. A mulher foi autuada e será encaminhada para audiência de custódia", disse a nota da Polícia Civil. 


Da redação do Blog Brejo Notícias

*Com informações do NE10 Interior

Postar um comentário

0 Comentários