Header Ads Widget

Últimas

6/recent/ticker-posts

Novo golpe do WhatsApp clonado; saiba como se proteger

Foto/ Reprodução Pixabay

Invasão de e-mails e contas no banco, sequestro de dados, clone de WhatsApp e realização de compras na internet com o cartão de outra pessoa são golpes cada vez mais comuns.


Com a pandemia, essas fraudes aumentaram. Segundo estudo publicado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), entre janeiro e e maio de 2020, 613.450 pedidos via e-commerce foram classificados como tentativas de fraude. 


Além do avanço das fraudes em compras na internet, outro golpe que está na moda e viralizou na rede foi o do “sequestro do WhatsApp”. 


Com apenas uma ligação, um bom papo e fingindo realizar uma pesquisa, a pessoa do outro lado da linha pode roubar seu perfil e utilizá-lo, por exemplo, para pedir dinheiro aos seus contatos.


Um exemplo que circula por aí e já deve ter chegado no seu WhatsApp ou mesmo de alguém próximo a você é o golpe do SUS.


Neste, os interlocutores iniciam o golpe ao dizer que estão fazendo pesquisa sobre a pandemia e convencem os usuários a informar o código de seis números enviado via mensagem SMS, chave necessária para autenticar o número de telefone em outro aparelho celular e iniciar a golpes financeiros com os seus contatos.


Em entrevista ao programa Bem Viver, o coordenador do Programa de Telecomunicações e Direitos Digitais, Diogo Moyses ressalta a importância de um olhar "desconfiado" ao navegar na internet.


É preciso ter muito cuidado ao preencher formulários com informações pessoais como CPF, data de nascimento, nome completo, número de telefone e endereço. Com esses dados, criminosos da internet podem realizar uma série de delitos graves.


Por isso, ficar atento a esse tipo de contato e reforçar a segurança é algo fundamental neste momento

.

Saiba como se proteger;

1 - Habilite a verificação em 2 etapas nas configurações da conta do aplicativo;

2 - Fique atento ao seu WhatsApp Web. Acesse seu aplicativo e saia de todos os computadores que você vê na lista que são suspeitos;

3 - Não deixe seu telefone nas mãos de terceiros sem sua supervisão e não forneça NUNCA sua senha de acesso ao aparelho;

4 - Nunca clique em links de mensagens recebidas por e-mail, WhatsApp ou SMS que dizem ser da Receita Federal sobre o seu CPF. Elas são utilizadas pelos fraudadores para roubar dados pessoais, fiscais e bancários;

5- Nunca compartilhe seu código de ativação de WhatsApp. LEMBRE: Se alguém estiver tentando roubar sua conta, ela vai precisar do código de confirmação que será enviado por SMS para o seu telefone

6 - Desconfie de ligações nas quais o atendente utilize de linguagem muito informal ou ofereça prêmios caso preencha um formulário ou peça para você clicar em algum link;

7- Nunca clique e nem compartilhe links encurtados de remetentes desconhecidos. Eles podem mascarar sites falsos ou mesmo réplicas quase idênticas de sites oficiais;

8- Mantenha o WhatsApp e o sistema operacional de seu celular sempre atualizados.


Da redação do Blog Brejo Notícias

Com informações do Portal Brasil de Fato

Postar um comentário

0 Comentários