Últimas

6/recent/ticker-posts

Indígena que recusou vacina morre de Covid-19 e deixa bebê recém-nascido

Xokleng Daniela Caxias (Crédito: Arquivo pessoal)

Em Santa Catarina, uma indígena que havia se recusado vacinar contra a Covid-19 durante a gestação, morreu de complicações do novo coronavírus. Xokleng Daniela Caxias, de 26 anos, sofreu três paradas cardiorrespiratórias e morte cerebral enquanto estava internada para tratar a doença. Ela, que já tinha um filho de 8 anos, havia dado à luz ao segundo filho no dia 30 de julho.


“Todo mundo está falando de Covid-19, mas não acreditamos nisso porque ninguém mais da família pegou. Ela não tomou vacina porque estava grávida e ficou com medo de fazer mal para o bebê”, disse Vitor Vicente, marido de Daniela, ao UOL.


De acordo com o G1, o SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) declarou que a indígena recusou quatro vezes a vacina durante as consultas de pré-natal e a situação está registrada em prontuário. O órgão informou que 120 pessoas das 131 acima de 18 anos na Aldeia Figueira, onde ela vivia, foram vacinadas. Ao todo, o registro local é de 11 recusas.


“A Daniela não era de sair e também não recebia visitas. Não sabemos como ela pode ter pegado essa doença. Ela até deixou o emprego para se isolar e ter apoio dos outros familiares durante a gestação na aldeia. Nós estamos tristes com isso e não é fácil perder a mãe da família”, lamentou o marido da jovem.


Da redação do Blog Brejo Notícias

*Com informações do Portal ISTOÉ

Postar um comentário

0 Comentários