Últimas

6/recent/ticker-posts

WhatsApp começa a liberar para todos acesso a múltiplos dispositivos

Foto: Reprodução/ Pixabay

Após debutar com sucesso na versão beta para Android, o WhatsApp começou a liberar para todos o acesso para múltiplos dispositivos simultâneos a uma mesma conta do app. Agora, usuários das versões estáveis podem compartilhar um único perfil em até quatro aparelhos diferentes de forma independente.


Para ter acesso, é preciso atualizar o aplicativo para a versão mais recente disponível na loja oficial — App Store ou Play Store. Em três celulares da redação do Canaltech, um Android e dois iOS, já foi possível experimentar o recurso, embora não tenha havido nenhum anúncio da companhia.


A partir da adesão ao serviço, a versão web do WhatsApp e o aplicativo para computador começarão a funcionar de forma autônoma, sem precisar que algum celular esteja conectado na internet. A sincronização é feita de modo instantâneo, logo que os dispositivos se conectam à rede: quando uma mensagem é enviada pelo computador a grupos ou contatos, ela também fica disponível no telefone assim que a conexão for reestabelecida — dá para continuar a conversa de onde ela parou em qualquer aparelho vinculado.


Apesar de estrear na versão estável do app, o recurso oficialmente batizado de "Múltiplos aparelhos" ainda se encontra em fase de testes. Sendo assim, ele chega com algumas limitações, como a restrição de enviar mensagens ou fazer chamadas apenas com pessoas com versões atualizadas do app no celular, mas isso deve ser minimizado em breve, afinal a maioria deve aplicar a atualização nos próximos dias.


Outro porém é uma redução momentânea no desempenho e na qualidade do aplicativo, o que pode afetar ligações por áudio e vídeo. Alguns usuários também relatam dificuldades na versão desktop, como a inexistência da opção de fixar conversas e o "novo arquivamento".


Vale destacar, porém, que é possível deixar de usar a versão beta do Múltipls Aparelhos a qualquer momento, ou seja, você pode iniciar o teste e retornar à função normal (que não permite conectar em mais de um aparelho de forma autônoma) a qualquer momento.


Tudo protegido 

Segundo o WhatsApp, todas as mensagens continuarão protegidas pela criptografia de ponta a ponta: apenas os dispositivos autorizados conseguirão ter acesso ao conteúdo. Qualquer tentativa de interceptação necessitará da chave para decodificar o conteúdo das mensagens, fotos, áudios e vídeos.


O Canaltech entrou em contato com a representação do WhatsApp no Brasil e aguarda um posicionamento para atualizar o texto.


Da redação do Blog Brejo Notícias

*Com informações do Portal Canaltech

Postar um comentário

0 Comentários