Últimas

6/recent/ticker-posts

Idoso é picado por jararaca tem fortes dores e só procura hospital após 3 dias

Foto: Jackson Preuss/ Arquivo

Um idoso de 66 anos foi picado por uma cobra enquanto limpava o jardim em Blumenau, no Vale do Itajaí. O acidente ocorreu na segunda-feira (1º), segundo os bombeiros, mas o homem foi para o hospital somente nesta quinta (4), com a perna inchada e fortes dores.


Conforme o Corpo de Bombeiros, o idoso não quis chamar ajuda no dia em que sofreu o ferimento, e o resgate ocorreu três dias depois, após um amigo descobrir a situação. A suspeita é de que uma jararaca tenha causado o ferimento.


Segundo o Hospital Santa Isabel, o idoso está internado, em acompanhamento médico e medicado. Não foi informado, porém, se ele recebeu soro antiofídico.


Entenda

Os bombeiros militares foram chamados às 9h11 desta quinta para atender a ocorrência no bairro Vila Formosa. Um amigo do idoso foi até o quartel da corporação e informou que homem estava na residência dele, incomunicável.


Segundo o amigo, o idoso havia lhe enviado uma mensagem informando que havia sido picado por uma jararaca.


Ao chegar no local, os agentes encontraram o homem consciente e orientado. Ele estava caminhando no local mas a perna direita estava inchada e com duas perfurações características de picadas de cobra. Pela ferida, os bombeiros também acreditaram se tratar da espécie, que é venenosa.


O idoso informou aos bombeiros que havia sido picado por uma cobra, possivelmente uma jararaca, há três dias enquanto mexia no jardim e confirmou que havia sofrido com muita dor durante os dias posteriores ao ataque.


Ainda, de acordo com informações dos bombeiros, possivelmente a quantidade de veneno expelida pela suposta jararaca não foi suficiente para gerar um caso mais grave à saúde do homem.


Como o caso não se tratava mais de uma urgência, os socorristas orientaram o homem a procurar o hospital. O amigo que acionou o socorro da vítima fez o transporte dele até o Hospital Santa Isabel.


Da redação do Blog Brejo Notícias 

*Com informações do G1 Santa Catarina

Postar um comentário

0 Comentários