Header Ads Widget

Últimas

6/recent/ticker-posts

Alunos recebem merenda mofada em escola estadual do Recife

Foto: Reprodução/TV Globo

Alunos de Escola Estadual Assis Chateaubriand, em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, denunciaram a distribuição de merenda mofada e a má qualidade da alimentação. Eles também se queixaram de banheiros quebrados e de goteiras nas salas de aula.


Os estudantes mostraram fotos de bolinhos servidos na quarta-feira (6), no café da manhã da escola de referência do Governo de Pernambuco. Mesmo com a embalagem, era possível perceber que o alimento estava mofado.


Aluna do terceiro ano, Flaviane Iris Amaral estuda na escola há três anos e disse que a merenda deixa muito a desejar.


“Mal cozinhada, sem sal, sem cor e assim vai. São adolescentes que chegam de longe. Todos esperam uma boa alimentação na escola e eles não dão”, criticou a jovem.

A escola estadual Assis Chateaubriand funciona em tempo semi-integral. Os alunos que estudam de manhã ficam na unidade ensino das 7h30 às 14h.


Eles fazem duas refeições na escola e reclamam que, quase todos os dias, comem sardinha no café da manhã e no almoço. “O governo manda a mesma coisa repetida, quase sempre”, reclamou o estudante Davi Liz Vieira.


Já teve até postagem em rede social reclamando do excesso de sardinha na merenda. Estudantes também mostraram outros problemas que enfrentam na escola estadual Assis Chateaubriand.


“Eles falaram que não são eles que oferecem a comida para a gente, que é o governo que manda”, contou a estudante Letícia da Silva Graça.


Estudantes também mostraram outros problemas que enfrentam na escola estadual Assis Chateaubriand.


Imagens enviadas para o WhatsApp da TV Globo mostram problemas na infraestrutura dos banheiros e o teto da escola quebrado.


Os alunos dizem que, quando chove, sofrem com goteira e também alagamentos. “O banheiro está todo quebrado, a escola está cheia de furo pingando na sala. Não está dando, fica molhado o caderno da gente. Precisa melhorar comida, teto da escola, o banheiro. Tem que melhorar muita coisa na escola ainda”, afirmou Kauê Ferreira.


Depois da reclamação dos estudantes, a Secretaria de Educação informou que mandou uma equipe de nutricionistas para fazer uma inspeção na escola de referência e disse que essa ação é para fiscalizar e verificar a qualidade da merenda, que é feita na própria escola e não é terceirizada.


De acordo com a secretaria, também será investigada a reclamação dos alunos sobre a pouca variedade do cardápio.


Sobre o bolo vencido, a Secretaria de Educação explicou que foi feito por uma cooperativa de agricultura familiar e que está em contato com esse fornecedor pra saber o que aconteceu.


A TV Globo também perguntou sobre os problemas na estrutura da escola. A secretaria disse que o prédio recebeu uma manutenção no ano passado, mas que mandaria uma equipe de manutenção nesta segunda-feira (11) para avaliar a situação.


Alunos passaram mal

No dia 30 de março, 60 estudantes passaram mal depois de comer a merenda da Escola Técnica Estadual Luiz Alves Lacerda, no Cabo de Santo Agostinho, também no Grande Recife, também administrada polo Governo de Pernambuco


Os alunos com sintomas de intoxicação mais fortes foram socorridos, segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Onze deles precisam ser levados para um hospital. Na ocasião, a Secretaria de Educação informou que a escola tem 490 alunos e a merenda é elaborada e entregue por uma empresa terceirizada.


Fonte: G1 Pernambuco

Postar um comentário

0 Comentários