Aos 78 anos, Idosa se emociona ao ganhar primeira boneca de presente

Foto: Arquivo pessoal

Um sonho de menina acompanhou Maria do Socorro Albuquerque, de 78 anos, durante toda a vida. Nascida em Jijoca de Jericoacoara (CE), a aposentada precisou trabalhar desde cedo na roça e não teve tempo para ser criança, mas seu neto, o funcionário público Júlio Cesar, de 23 anos, resolveu mudar essa história. Ele deu para a avó o presente que ela sempre quis ganhar: uma boneca.


Vida de privações

Maria do Socorro é filha de agricultores e desde muito cedo precisou ajudar na roça. Quando não estava trabalhando, aprendeu a fazer bonecas de retalhos de pano e com espigas de milho, fabricando roupinhas de palha seca.


Após ter seus primeiros filhos, ela aprendeu a costurar para garantir o sustento da família. “Ela diz que era bem rotineiro pedir retalhos de pano a outras costureiras para fazer vestidos de bonecas e doar pra meninas do convívio. Na época, as bonecas eram bem caras e no interior o acesso a esse tipo de objeto era ainda mais difícil”, conta Júlio.


Quando as condições de vida melhoraram, no entanto, Maria do Socorro passou a temer o julgamento alheio e acabou mais uma vez deixando seu sonho de lado.


“Ela não contava que esse desejo só fosse aumentar principalmente depois que os filhos foram saindo de casa. Ela ia se sentindo sozinha e imaginava que o fato de ter a boneca tornaria vivo dentro dela o extinto materno”, relata. “Agora, já não era mais um desejo de criança… se tornava algo mais significativo. Tudo isso, ela não compartilhava com a família. Agora na fase da velhice, resolveu falar.”


Sonho de infância

Júlio relembra que escutou um dia por acaso sua avó dizer que tinha o sonho de ter uma boneca. “Falou assim meio tímida, mas deixou escapar. Como eu trabalhava na época com um grupo de idosos, não estranhei porque já via entre elas esse desejo”, conta.


Com a chegada do aniversário da avó, Júlio resolveu tornar o sonho realidade. Ele procurou uma boneca parecida com a que Maria do Socorro falava e esperou até esta semana para dar o presente.


“Eu fiquei muito surpreso com a reação dela. Imaginava que ela ia ficar feliz, mas eu não imaginava que seria tanto. Já fez uma roupa para a boneca, já colocou brincos, já fez tiara, cordão, tudo de sábado até hoje. E não larga a boneca por um instante”, relata.


O brinquedo já ganhou até nome: Princesa. “Vi que sonhos, por mais que pareçam tão simples para quem vê de fora, fazem muito sentido para quem sonha ter aquilo.”


Fonte: Portal Metrópoles

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem