Pernambuco confirma primeiro caso de varíola dos macacos e notifica mais três suspeitas da doença

Foto: Domínio público (via Wikipedia)

O primeiro caso de varíola dos macacos está confirmado em Pernambuco. Nesta terça (12), a Secretarias Estadual de Saúde (SES-PE) informou que os exames comprovaram que o paciente que veio de São Paulo teve diagnóstico para a doença. Além disso, o estado notificou outras três ocorrências suspeitas de monkeypox.


Com o s novos dados, Pernambuco passou a ter quatro ocorrências, sendo três em investigação e uma confirmada. No Brasil, mais de 140 casos foram confirmados.


A confirmação do “caso importado” é de um paciente de 25 anos que mora em Guarulhos e veio passar um período de férias em paulista, no Grande Recife.


Esse registro tinha sido feito no dia 6 de julho. A confirmação será registrada pelo estado de origem. Por meio de nota, o governo afirmou que “não registrou transmissão local da varíola dos macacos”.


Disse, ainda, que “todos os casos notificados possuem histórico de viagens para o exterior e/ou para estados brasileiros que já confirmaram disseminação comunitária”.


Os pacientes com suspeita da doença são três homens. A SES disse que começou a fazer a investigação epidemiológica para coleta de exames.


Dois deles moram em Pernambuco, um no Recife e outro em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana. O terceiro casos suspeito é de uma pessoa do Rio de Janeiro.


As faixas etárias são: 20 a 29 (2) e 40 a 49 (1). Dois tiveram contato direto com pessoas provenientes da África e Europa; e um deles realizou viagem recente a São Paulo. Dois encontram-se em isolamento domiciliar e um está isolado em unidade hospitalar da rede privada.


As amostras coletadas serão encaminhadas para o Laboratório de Enterovírus da Fiocruz/RJ, referência para o diagnóstico da Monkeypox e o Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) também realizará investigação.


“Por enquanto, Pernambuco não contabiliza nenhum caso confirmado da varíola dos macacos em residentes no estado”, acrescentou o comunicado.


Em junho, a Secretaria Estadual de Saúde emitiu nota técnica para os serviços de saúde sobre as diretrizes a serem adotadas para vigilância da doença.


Caso confirmado

Segundo o estado, o paciente que teve primeiro caso confirmado da doença manteve contato com europeus em uma comemoração em São Paulo, onde mora.


A SES-PE disse, ainda, que, no dia 30 de junho, ele começou a apresentar quadro de febre, aumento dos linfonodos do pescoço, erupção cutânea, além de linfonodos inchados na região genital e virilha.


Diante disso, o paciente procurou atendimento na AHF Brasil - Clínica do Homem Recife, na segunda (4).


A AHF é uma unidade especializada em prevenção, diagnóstico e tratamento de IST, com foco no público masculino. A unidade atua em parceria com o Programa de IST/HIV/Aids, da SES-PE.


Fonte: G1 Pernambuco

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem