Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Prepare-se! Eclipse anular raro será visível este ano em todo o Brasil

Foto: Reprodução/Tempo.com

Quando se fala em eclipse, os estudiosos da astronomia e os amantes do céu já ficam ansiosos para a chegada de um dos fenômenos mais exuberantes do planeta. Os lunares são mais comuns e ao menos uma vez nada vida, a maioria das pessoas pode afirmar que já viu, nem que seja um pequeno instante. Já o anular é mais raro, não acontece sempre e é mais difícil de ser observado.

Um dos principais eventos astronômicos previstos para o ano de 2023 deve acontecer em 14 de outubro e poderá ser visto em todo o Brasil, de forma parcial ou total dependendo da região e também, é claro, das condições do tempo. O eclipse anular do Sol aconteceu pela última vez em 2021 e só foi observado na região do Ártico, ou seja, brasileiros chegou a nossa vez!

O raro Eclipse Anular acontece no dia 14 de outubro e poderá ser visto em sua totalidade nas regiões Norte e Nordeste. O "anel de fogo" ocorrem parcialmente no restante do Brasil.

O fenômeno também é chamado de “anel de fogo” já que quando o eclipse acontece, apenas o aro externo do Sol fica visível, sendo de fato, um dos momentos mais incríveis que o ser humano pode contemplar. Esse fenômeno é bem raro e acontece quando a Terra, o Sol e a Lua se alinham da mesma maneira que no eclipse total, mas por estar mais distante não consegue cobrir 100% o disco solar, sobrando assim, apenas a sua borda.

Eclipse anular do Sol

O eclipse anular quando acontece, faz com que a borda do Sol fique parcialmente visível a olho nu, ou seja, qualquer pessoa que esteja na Terra dentro do caminho percorrido pelo astro, consegue ver o tal “anel de fogo” ou “anel de luz” que se forma sem transformar o dia em noite.

O fenômeno previsto para este ano de 2023 vai começar com uma visibilidade total na região oeste dos Estados Unidos e depois vai passar por mais nove países, sendo eles: México, Belize, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia e Brasil.

Como o território brasileiro é muito extenso, o fenômeno será observado de maneiras diferentes a depender da região. Será possível ver o eclipse anular em sua totalidade durante alguns minutos apenas nas regiões Norte e Nordeste.

As cidades de João Pessoa (PB) e Natal (RN) estão na lista dos melhores locais de observação no país, claro dependendo das condições do tempo no dia 14 de outubro. Em Natal, a anularidade total pode durar entre 3 minutos e 10 segundos e 3 minutos e 40 segundos.

Já nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o “anel de fogo” será visto de forma parcial por volta das 15h pelo horário de Brasília. O fenômeno vai iniciar sua jornada final por volta das 16h48 e chega ao fim de fato no pôr do sol em mar aberto.

Fonte: Tempo.com

Postar um comentário

0 Comentários