Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Bolsa Família vai bloquear benefício por CPF irregular a partir deste mês; entenda

Foto: MDAS/Divulgação

Os bloqueios do Bolsa Família de beneficiários que estão com inconsistências nos dados do Cadastro de Pessoa Física (CPF) já vão impactar a folha de pagamento de janeiro, cujos depósitos vão começar no próximo dia 18. Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), cerca de 100 mil pessoas contempladas pelo programa serão atingidas.

Em meados de dezembro passado, o governo federal anunciou que os bloqueios começariam no início de 2024, mas ainda não tinha ficado claro se a medida impactaria os pagamentos feitos neste primeiro mês ou a folha de janeiro, depositada em fevereiro. De acordo com o ministério, a medida faz parte de um esforço para aprimorar a gestão do programa assistencial, a fim de fazer com que o benefício chegue às pessoas que realmente precisam.

Ainda segundo o MDS, o pagamento será retomado quando a situação for regularizada junto à Receita Federal. Caso a situação não seja resolvida em até seis meses, os benefícios serão cancelados.

É importante destacar que as irregularidades no CPF de qualquer integrante da família, e não apenas do titular do benefício, podem gerar o bloqueio do pagamento. Os beneficiários podem esclarecer suas dúvidas sobre o CPF e o Bolsa Família por meio do Disque Social 121.

Como saber se há problemas no CPF?

Para saber a situação do CPF dos integrantes da família, o responsável familiar do benefício pode consultar o aplicativo do Cadastro Único (CadÚnico). Pode haver mais de um CPF irregular em uma mesma família e, nesses casos, todos precisam ser regularizados.

Que tipo de problema vai gerar o bloqueio do Bolsa Família?

Ter o CPF suspenso ou cancelado junto à Receita Federal ou ter divergência de titularidade são as situações que deverão causar o bloqueio do pagamento. Segundo o ministério, aliás, problemas desse tipo já têm impedido a habilitação de novas famílias ao Bolsa Família desde agosto de 2023.

Fonte: Extra Economia

Postar um comentário

0 Comentários