Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Candidata passa mal e morre ao realizar prova física em concurso da PM

Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma mulher morreu nessa segunda-feira (29) após passar mal durante o teste de aptidão física do concurso da Polícia Militar do Distrito Federal. Gabriela dos Santos Gontijo chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu e morreu no dia seguinte à prova.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que lamenta a morte da candidata e se solidariza com a família. Além disso, garantiu que "todos os aspectos" do teste são de responsabilidade da banca examinadora, no caso, o Instituto AOCP. O órgão, por sua vez, publicou um posicionamento sobre o caso nesta terça-feira (30), alegando que Gabriela tinha apresentado um atestado de aptidão física assinado por um médico cardiologista de Samambaia Norte, que a declarou apta para participar da etapa.

"A organizadora do certame informa que a aplicação dos testes físicos observou as disposições contidas na Lei nº 4.949/ 2012 e que durante o período em que os candidatos aguardaram a realização das provas, eles puderam utilizar os bebedouros do local, bem como não havia qualquer restrição quanto a possibilidade de alimentação. O local de realização da etapa respeitou todas as regras, estava em ordem com todos os equipamentos utilizados nos testes e ainda teve sua estrutura elogiada por outros candidatos", continuou o Instituto AOCP.

O QUE ACONTECEU?

Gabriela realizava testes físicos para o cargo de soldado da Polícia Militar do Distrito Federal, no último domingo (28), em Taguatinga. Segundo a banca organizadora do concurso público, a candidata estava no teste de corrida quando teve um mal súbito e, imediatamente, foi atendida por uma equipe médica.

"A candidata realizou os testes físicos no domingo, dia 28/01/2024, iniciando o teste de corrida às 16:40h, em Taguatinga (DF). Antes do término da prova, a candidata teve um mal súbito e foi imediatamente atendida pela equipe médica que acompanhavam a etapa, que realizou o devido atendimento de emergência e a transportou totalmente assistida até uma unidade de atendimento de saúde, onde foi devidamente hospitalizada, com a liberação da equipe", afirmou o Instituto AOCP. O órgão também prestou condolências aos familiares e amigos da candidata.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários