Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Dormir sem escovar os dentes pode aumentar risco de infarto e AVC, diz estudo

Foto: Shutterstock

No estudo publicado na Scientific Reports, pesquisadores do departamento de Cirurgia Oral e Maxilofacial da Universidade de Osaka, no Japão, encontraram associação entre o hábito de não escovar os dentes antes de dormir e o desenvolvimento de cardiopatias e acidentes vasculares.


No estudo foram analisados 1675 pacientes de idade maior ou igual a 20 anos. Os pacientes foram categorizados de acordo com seus hábitos de escovação. No primeiro grupo, com 409 pacientes, estavam aqueles que escovavam os dentes após acordar e antes de dormir. No segundo grupo, com 751 indivíduos, estavam aqueles que somente faziam a higienização à noite. Com 164 pessoas, o terceiro grupo foi composto por pessoas que escovavam os dentes apenas ao acordar. Por, o último grupo, com 259 pessoas, foi composto por pessoas que afirmavam não escovar os dentes.


Além do hábito de escovar os dentes, o sexo e o tabagismo entre os pacientes foram levados em consideração. Vale ressaltar que no terceiro grupo haviam quatro vezes mais homens do que mulheres.


De acordo com os pesquisadores, doenças dentárias pode estar naturalmente associadas ao desenvolvimento de cardiopatias. Segundo eles, o hábito de não escovar o dentes pode ter desdobramentos que aumentam as chances desse tipo doença.


Após bateria de exames, os pesquisadores observaram menores chances de eventos como infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC) no primeiro e no segundo grupo, em detrimento do último grupo, que apresentou maiores riscos de comorbidades.


Embora os prognósticos não revelem qualquer relação direta, a longo prazo, entre o hábito de não escovar os dentes e o desenvolvimento direto de doenças cardiovasculares, a pesquisa revelou que pessoas que não fazem essa higienização corretamente correm risco duas ou mais vezes maior de apresentar cardiopatias do que pessoas que possuem o hábito de escovar os dentes pela manhã e pela noite.


NO BRASIL


Cerca de 90% da população brasileira higieniza a boca até duas vezes por dia e 63% usam fio dental, escova e creme dental, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, feita pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no período de 2013 a 2019.


O levantamento mostra ainda que 25% das pessoas de 45 a 59 anos, e 28% com idade entre 60 e 74 anos, perderam 13 ou mais dentes. Está em andamento uma nova pesquisa do Ministério da Saúde (vigência 2021-2022), mas pelos dados acima é possível notar que as condições de saúde bucal dos brasileiros estão longe do ideal e são reflexo da desigualdade social.


HÁBITOS IDEAIS


Profissionais recomendam que se escove os dentes três vezes ao dia. Após o café da manhã, almoço e, principalmente, jantar. Esta é a recomendação básica, mas o cuidado com a saúde bucal precisa ser levado muito mais a sério. Neste caso, mais importante do que a quantidade de vezes é a eficácia da escovação. Devemos passar a escova entre os dentes e gengivas, uma vez que esta região tem maior probabilidade de acúmulo de placa bacteriana


Fonte: Folha BV

Postar um comentário

0 Comentários