Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Paciente rouba arma, mata vigilante do maior hospital do Recife e é morto a tiros ao tentar fugir

Foto: Reprodução/WhatsApp

Um paciente do Hospital da Restauração (HR), no Derby, região central do Recife, roubou a arma de uma vigilante e matou a tiros outro segurança do local, na madrugada desta sexta-feira (26). O agressor também foi morto a tiros por outros seguranças da unidade ao tentar fugir do local.


A vítima foi identificada como Nivaldo Bezerra da Silva. Outro vigilante também foi atingido pelo paciente no peito, mas não se feriu graças ao colete a prova de balas.


O crime aconteceu por volta das 4h30, na entrada da ala vermelha. O paciente estava internado desde a terça-feira (23) na ala laranja, no setor de ortopedia do hospital, que é a maior emergência pública das regiões Norte e Nordeste.


Ele roubou a arma de uma vigilante e, logo em seguida, Nivaldo Bezerra tentou recuperar o armamento da colega. O agressor, então, atingiu o trabalhador com dois tiros. Profissionais tentaram reanimar a vítima, que não resistiu e morreu na emergência do HR.


O paciente tentou fugir por uma saída por trás do hospital, por meio de uma escada que dá acesso ao estacionamento de ambulâncias. Lá, rendeu um motorista e tentou fugir, mas foi interceptado por outros vigilantes do HR, que atiraram nele. Ele também morreu.


Acompanhantes de pacientes internados no HR contaram que ouviram muitos tiros e que correram com medo. Uma mulher identificada apenas como Valéria contou que está no local com a mãe de 80 anos, que quebrou os punhos e espera por uma cirurgia. Ela afirmou que um outro paciente foi atingido por estilhaços de bala.


"Minha mãe, está no corredor. Ela estava deitada bem próximo ao local onde o fato aconteceu e um rapaz que estava lá foi atingido com estilhaços e está lá machucado. [...] A emergência estava lotada, muita gente no chão, todo mundo saiu correndo, foi um desespero", disse.


O homem que roubou a arma era morador de Timbaúba, na Zona da Mata Norte. Ele estava internado por sentir dores na coluna. O nome dele não foi divulgado.


Por volta das 7h, a Polícia Civil levou os vigilantes sobreviventes para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Foram apreendidas as armas dos trabalhadores, incluindo a que estava com o paciente.


Fonte: G1 Pernambuco 

Postar um comentário

0 Comentários