Header Ads Widget

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Treze cidades de PE terão redução de vereadores a partir de 2025; confira quais são

A composição das câmaras municipais de alguns municípios de Pernambuco vai mudar depois das eleições de 2024. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 13 cidades do estado, incluindo o Recife, terão menos vereadores a partir do próximo ano.


A explicação para a mudança está no Censo 2022. No recenseamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população desses municípios diminuiu em comparação com o levantamento anterior, de 2010.


Por causa disso, o TRE de Pernambuco enviou ofícios para as Câmaras Municipais a fim de verificar se a quantidade máxima de candidatos e candidatas a vereador em cada cidade está sendo respeitada com base no censo de 2022.


A quantidade máxima de vereadores é proporcional à população de cada cidade.


O envio dos ofícios e a abertura do procedimento pela Procuradoria Regional Eleitoral para averiguação visam garantir que municípios que tenham diminuído a população com os dados do censo de 2022 adequem o número de vereadores para as eleições deste ano.


O censo de 2022 constatou a diminuição na população de algumas cidades pernambucanas. Em 13 delas, essa redução implicaria na diminuição no número de cadeiras nas Câmaras para a próxima legislatura pelo fato de terem alterado suas faixas populacionais.


É o caso do Recife. Sua população era superior a 1,5 milhão pelo censo de 2010, o que permitia uma composição da Câmara com até 39 vereadores, conforme a Constituição Federal. Porém, a população caiu para 1,488 milhão no censo de 2022, refletindo na previsão legal do número máximo de vereadores, passando a ser de até 37.


Outras 12 cidades pernambucanas tiveram redução de população, com reflexos na composição das Casas Legislativas, que são as seguintes:


- Água Preta (de 13 vereadores atualmente para, no máximo, 11)


- Carpina (de 17 para, no máximo, 15)


- Ipubi (de 13 para até 11)


- João Alfredo (de 13 para 11)


- Joaquim Nabuco (de 11 para 9)


- Lagoa dos Gatos (de 11 para 9)


- Mirandiba (de 11 para 9)


- Saloá (de 11 para 9)


- Santa Cruz (de 11 para 9)


- São Bento do Una (de 15 para 13)


- Triunfo (de 11 para 9)


- Vicência (de 13 para 11)


Segundo a Constituição Federal, o número máximo de vereadores é proporcional à população do município. A primeira faixa é dos municípios com até 15 mil moradores, que podem ter até 9 vereadores. De 15 mil a 30 mil moradores, passa a ser de, no máximo, 11 vereadores; de 30 mil a 50 mil, até 13 vereadores; e assim sucessivamente até o máximo de 55 vereadores para cidades com mais de 8 milhões de habitantes.


Fonte: Blog do Evandro Lins

Postar um comentário

0 Comentários